Intercâmbio: Processo seletivo

Hoje eu resolvi inaugurar aqui no Coruja uma nova categoria de post. Afinal, quero compartilhar com vocês as coisas que estão acontecendo na minha vida! ´=D
tumblr_lp2mclNGb41qfugkfo1_500_large
Como vocês viram num post anterior, semana passada eu recebi a noticia mais maravilhosa do mundo! Fui selecionada para o intercâmbio mais concorrido da Puc-Rio (universidade na qual estudo), com uma bolsa descomunal e, o mais importante, um SUPER up no meu currículo. Enfim… Estou emocionada e completamente em transe desde que recebi a noticia ^^
Foi um processo seletivo muito difícil e conheço muita gente que tentou e não conseguiu. Isso faz com que eu me sinta ainda mais especial! Bom, mas não estou aqui para falar dos meus sentimento (não assim, diretamente) quero usar este espaço para cumprir uma promessa que fiz a um amigo muito especial (um anjo que Deus enviou para me guiar neste processo seletivo um tanto angustiante e enlouquecedor! haha, como todos são). Eu prometi a ele que ajudaria as pessoas, como ele me ajudou.
Por isso, resolvi criar espaço aqui no blog, para dar umas dicas ao pessoal que pretende ou está passando por um processo parecido (ou igual ´=P) com o que passei ^^. Vou usar como base, sempre, o processo seletivo de intercambio da Puc-Rio (é o que eu tenho “experiência”) mas todos são muito parecidos. Vamos lá?!
A primeira coisa que precisa ser feita é organizar sua mente e seu coração:
- Reflita sobre o motivo que levou você a fazer este intercâmbio.
- Procure informações nos sites da sua universidade e da universidade que pretende ir.
- Procure também informações em blogs (realmente ajuda) e sites sobre intercâmbios!
- Organize a documentação necessária para o processo seletivo bem antes da data de entrega, você perceberá que sempre falta alguma coisa.
- Leia com muita atenção as regras e os prazos.
Depois que a documentação estiver toda pronta (acredite, isso dá trabalho) é hora de escolher, com muita atenção, os professores que farão suas cartas de recomendação. Dê preferência aos professores que conheçam bem você e que possam citar boas coisas nas cartas.
O que estou escrevendo pode parecer meio obvio mas, acredite, não é assim tão simples! Você precisa analisar bem o seu relacionamento com o professor e não adianta ser um “relacionamento de corredor”… Nem de “oi, tudo bem?”. A carta de recomendação é uma das coisas mais importantes da primeira fase do intercâmbio então você precisa de alguém que possa te elogiar com propriedade ^^
Você terá que escrever uma carta de apresentação também, mas isso fica para um futuro post! ^~

2 Comentários:

Maria Helena :* disse...

quando eu estiver acordada, venho postar um coment digno, ok flor?? ♥

Coruja de Café disse...

rsrsrsrs Claro! Fique à vontade... ´=D

Postar um comentário

Comente, participe! Este também é um espaço seu!